Por causa da cheia, policiais usam canoa para prender foragido em Eirunepé

EIRUNEPÉ – O foragido da Justiça Rael de Lima Ferreira, 34, foi preso na manhã desta quarta-feira (3), suspeito de tráfico de drogas, no município de Eirunepé (distante 1.160 quilômetros a sudoeste de Manaus). Por causa da cheia que atinge a cidade, os policiais civis usaram uma canoa para conseguir realizar a prisão do suspeito, conforme informações do investigador da Polícia Civil (PC), Gonzaga Rezende, gestor da Delegacia de Polícia de Eirunepé (DPE).


Rael estava com mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas, expedido em 2020, pelo juiz Jean Carlos Pimentel, da Vara Única de Eirunepé. Durante a prisão o suspeito também foi preso em posse de uma arma de fogo.


Prisão
De acordo com informações do investigador Gonzaga Andrade, policiais civis da equipe de investigação “Cães de Guerra”, receberam a informação que o suspeito estaria escondido em uma comunidade no Rio Eiru, mas que nos últimos dias, estava escondido em uma casa no bairro Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Eirunepé.

“Devido a enchente no município o suspeito falava que ninguém conseguiria prender ele, mas após uma incursão da equipe feita de canoas, conseguimos prender o suspeito. Rael ainda pulou na água e resistiu à prisão, mas acabou preso”, disse Rezende.


Após a prisão, o suspeito foi levado para a sede da delegacia de Eirunepé onde permanece à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Monitoramento da violência: Redução de mortes violentas no Amazonas superou a média nacional em 2023

POLÍCIA – Os dados divulgados pelo Monitor da Violência (G1), nesta terça-feira (12/03), mostram que a redução das mortes violentas registrada no Amazonas foi maior que a média nacional, em 2023. Conforme o levantamento, os assassinatos caíram no Brasil 4%, enquanto no Estado, a diminuição chegou a 6%. Os dados ressaltam, ainda, que as Forças […]

Powered by Mixplano Digital  © 2020 Impacto Amazonas