Prefeito prorroga interdição da praia da Ponta Negra até 15 de março

MANAUS – No enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, o prefeito de Manaus, David Almeida, voltou a prorrogar a interdição da praia do Complexo Turístico da Ponta Negra, zona Oeste, até o dia 15 de março. A medida consta no Decreto nº 5.209, publicado nesta segunda-feira (1º), no Diário Oficial do Município (DOM).

“Não é momento de abrir a Ponta Negra, todos os dias famílias têm vidas ceifadas por esse vírus tão perigoso. Temos tomado todas as medidas restritivas que nos cabem para conter o avanço da pandemia em Manaus, enquanto avançamos na vacinação dos grupos prioritários”, disse o prefeito.

A nova interdição considera o Decreto nº 5.001, de 4 de janeiro de 2021, que declarou situação anormal, caracterizada como emergencial no município de Manaus, pelo período de 180 dias, em razão da pandemia da Covid-19.

A praia está interditada desde o dia 18 de setembro de 2020, quando o número de casos da doença voltou a aumentar na capital, e permaneceu fechada tanto no aniversário de Manaus, 24 de outubro, quanto nas festividades de final de ano, Natal e Ano Novo.

Na área do calçadão, onde a população voltou a frequentar o espaço para atividades físicas ao ar livre, em decorrência da flexibilização do decreto estadual, a Guarda Municipal mantém a fiscalização e orientação aos usuários.

***Com informações de assessoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Galpões dos bois de Parintins geram empregos e renda na ilha

Os bois Caprichoso e Garantido, juntos, geram aproximadamente 5 mil empregos diretos Além da importância cultural, o Festival de Parintins também é um motor que impulsiona o crescimento de emprego e renda na Ilha Tupinambarana. Este ano, por meio de trabalhos coordenados pelo Governo do Amazonas, o espetáculo deve gerar 2,4 mil empregos diretos e […]

Powered by Mixplano Digital  © 2020 Impacto Amazonas